Mensagem do Arcebispo de Belém sobre o Círio de Nazaré

Dom Alberto Taveira, Arcebispo de Belém, exibe a imagem de Nossa Senhora de Nazaré

Dom Alberto Taveira, Arcebispo de Belém, exibe a imagem de Nossa Senhora de Nazaré

Acorre a Belém do Pará uma verdadeira torrente de pessoas, vindas de tantas partes de nosso Estado. Ajuntam-se a ela pessoas de outras regiões do país, um povo imenso, conduzido pelas mãos de Nossa Senhora de Nazaré, coberto pelo seu manto de amor. Nos andores e nos passos percorridos, nos pés calejados e feridos, em mãos que se unem ou mãos que se agarram à corda da Berlinda, existe um mistério a ser desvendado. De onde vem a força e o ardor de tanta gente? Como explicar estes rios mais caudalosos do que nossas muitas águas? Trata-se apenas de hábitos adquiridos, cultura entranhada em nossos corações e que se esparrama em nossos gestos? Seria fruto da propaganda feita pela Igreja ou outras forças da sociedade?

Deus nos concedeu o que existe de mais precioso, dando-nos a graça de viver a fé cristã católica e oferecê-la como sinal ao Brasil e ao Mundo. Mas o que fazer com os dons com que o Senhor nos prodigalizou? Cabe a nós que vimos outubro chegar novamente, acolher os presentes de Deus, cultivá-los e oferecê-los às novas gerações.

Só desfruta o Círio quem tem coração simples, quem aposta no que vê e descobre o que não vê. Aproveita melhor quem fez a peregrinação preparatória, ou quem acompanha as celebrações e pregações da quinzena do Círio. Melhor ainda será o resultado espiritual naquela pessoa que souber aproveitá-lo como tempo de conversão, especialmente através do Sacramento da Penitência e na participação na Eucaristia.

O Círio de Nazaré de 2013 seja o maior, o melhor, o mais perfeito, o mais frutuoso de todos. No próximo ano, vamos fazer mais ainda! Sim, porque haverá “mais gente no rio de gente” que queremos formar! Sim, teremos novas gerações de crianças sobre os ombros dos pais, olhando para Nossa Senhora de Nazaré. Sim, porque nossa Amazônia, cuja Rainha é Nossa Senhora de Nazaré, encontrou seu modo de ser missionária. Amazônia Missionária é Amazônia de Nossa Senhora, Amazônia que sussurra “rogai por nós”, Amazônia que espalha a Boa Nova do Evangelho, Amazônia de fé calejada pela história e esperançosa no futuro que pertence a Deus e é dado de presente, porque é Círio outra vez.

 

LEIA TAMBÉM:  Padre Fabio de Melo abre o Círio Musical de 2013 neste domingo

Dom Alberto Taveira Corrêa

Arcebispo Metropolitano de Belém

 

A pedido da Viagens de Fé, Dom Alberto Taveira Corrêa, Arcebispo de Belém, gentilmente enviou um texto para que os nossos leitores possam entender com maior profundidade o significado do Círio de Nazaré, um dos destaques do turismo religioso no Brasil.  Às vésperas do Círio de Nazaré e em meio a todas as suas responsabilidades c0mo pastor, ficamos honrados e emocionados com gesto de Dom Alberto. 

 

Confira o que já publicamos sobre o Círio de Nazaré:

 

 

Não deixe de ler também:

Comente esta matéria

O seu endereço de e-mail não será publicado!