Museu de Arte Sacra exibe peças de seu valioso acervo na ExpoCatólica

 

“Apesar de sua relevância, o Museu de Arte Sacra ainda é pouco conhecido pela população em geral. Sendo a ExpoCatólica um importante veículo de divulgação, participar da feira é uma oportunidade de informar aos visitantes sobre a existência de um local onde poderá conhecer melhor a arte sacra católica do acervo do MAS”, afirma Mariangela Marino. - SPTuris - Caio Pimenta

 

Lateral do Museu de Arte Sacra de São Paulo (MAS)


 

O Museu de Arte Sacra de São Paulo (MAS), um dos mais importante do país e um dos principais destinos de turismo religioso na capital paulista, terá um stand na ExpoCatólica, onde vai expor alguma das peças do seu valioso acervo.

Segundo Mariangela Marino, Diretora Executiva do Museu de Arte Sacra, o foco do estande estará nas peças alusivas às exposições temporárias, em curso no MAS por ocasião da ExpoCatólica: “Vestes Sagradas”, uma linha do tempo feita por meio de paramentos religiosos e litúrgicos (dentre eles um usado pelo Padre Antonio Feijó, celebre personagem de nossa historia, Regente no Império) e “Arte Sacra Popular”, que mostra a produção de artesãos.

Segundo ela, “apesar de sua relevância, o Museu de Arte Sacra ainda é pouco conhecido pela população em geral. Sendo a ExpoCatólica um importante veículo de divulgação, participar da feira é uma oportunidade de informar aos visitantes sobre a existência de um local onde poderá conhecer melhor a arte sacra católica do acervo do MAS.”

Entre as peças que estarão no stand do Museu, merecem destaque uma forma para confecção de hóstias e uma imagem de São Brás em madeira policromada e dourada, ambas datadas do século XVIII.

Ao visitar a exposição do Museu, os visitantes da ExpoCatólica poderão perceber a evolução histórica da confecção de paramentos, imagens e objetos de culto litúrgico, como altares, cálices, ostensórios etc., além de poderem ter maior consciência de que esses objetos são um patrimônio artístico, cultural e religioso que precisa ser preservado como memória histórica do Brasil.

Segundo Mariangela, “outro fator a ser sublinhado nessa participação é a acessibilidade do museu a públicos diversos, visto que em nossa cultura ainda existe um certo desconhecimento sobre a função social e cultural-educativa de um museu”.

 

LEIA TAMBÉM:  Confira a programação completa do Círio de Nazaré

Arte sacra na história do Brasil

Conforme destaca a Diretora Executiva do MAS, a colonização nas Américas, e particularmente no Brasil, foi acompanhada pela presença das ordens religiosas, que trouxeram o rito católico e seus valores culturais, expressos nos objetos, construções, vestimentas etc. Também vieram para o Brasil artistas e artesãos. “Eram escultores, prateiros, arquitetos, mestres-de-obras que construíram e adornaram não só as capelas e igrejas, mas também as casas-grandes por todo o novo território. Assim, deve-se lembrar que toda forma de arte é expressão da cultura de um povo, refletindo cada momento de sua história, de seus gostos e seus estilos artísticos”.

Ao afirmar a importância da arte sacra ao longo da história do Brasil, ela destaca que essa forma de expressão artística continua a ser relevante atualmente: “Inúmeros artistas modernos e contemporâneos também se dedicam à temática religiosa e este movimento, com a reforma litúrgica após o Concílio Vaticano II, recebeu um grande impulso”, conclui.

 

Acervo do MAS

O MAS reúne o maior acervo de arte sacra da América Latina. Esse acervo foi reunido a partir de um convênio firmado, na década de 1970, entre o Governo do Estado de São Paulo e a Mitra Arquidiocesana, com o objetivo de preservar a arte sacra brasileira. A coleção inicial foi organizada e sistematizada por Dom Duarte Leopoldo e Silva, primeiro arcebispo de São Paulo.

Atualmente o MAS possui cerca de 4.000 peças, provenientes das principais igrejas e capelas do Brasil, abrangendo do século XVI ao século XX, além de obras de arte sacra de outros países. As coleções compreendem imagens sacras, prataria e ourivesaria religiosas, telas, mobiliário, retábulos, altares, vestimentas sacras e livros litúrgicos raros. A coleção de lampadários do MAS é a segunda maior do mundo em variedade, atrás apenas da existente no Museu do Vaticano.

Dentre as obras de artistas reconhecidos, destacam-se esculturas feitas por Frei Agostinho da Piedade, Frei Agostinho de Jesus, Antonio Francisco Lisboa, “O Aleijadinho” e Mestre Valentim; e pinturas de Benedito Calixto, Manuel da Costa Athayde, Padre Jesuíno do Monte Carmelo, Anita Malfatti e Almeida Junior.

Há também peças de ourives diversos, além de inúmeros artistas anônimos de grande originalidade. Dentro do complexo do Mosteiro da Luz, onde fica o MAS, no piso inferior estão expostos mais de 120 presépios do século XVII ao XX, entre os quais o Presépio Napolitano, do século XVIII, com suas 1.620 peças que retratam aspectos do cotidiano de uma vila napolitana.

 

LEIA TAMBÉM:  Empresa de ônibus divulga eventos e linhas servindo a Canção Nova e o Vale da Fé

ExpoCatólica

Período: 07 a 10 de julho/2011
Local: ExpoCenter Norte – Pavilhão Verde
Endereço: Rua José Bernardo Pinto, 333
Importante: Para a entrada é pedida a doação de 1 kg de alimento não perecível (exceto sal). O visitante pode conferir a programação oficial das missas e shows e imprimir com antecedência seu convite no site: www.expocatolica.com.br.

Não deixe de ler também:

Comente esta matéria

O seu endereço de e-mail não será publicado!