Minas Gerais investe em turismo religioso com caminho ligando os Santuários da Piedade e Aparecida

Santuário de Nossa Senhora da Piedade, em Caeté, MInas Gerais

Santuário de Nossa Senhora da Piedade, padroeira de Minas Gerais

A Serra da Piedade será um dos pontos de partida do Caminho Religioso Estrada Real (Crer), novo projeto de turismo religioso de Minas Gerais, que será um trajeto para peregrinação de aproximadamente 850 quilômetros de extensão, ligando os santuários da Padroeira de Minas e da Padroeira do Brasil, Nossa Senhora Aparecida, em São Paulo.

O Caminho Religioso poderá ser percorrido a pé, de bicicleta ou a cavalo, e disponibilizará infraestrutura de apoio para os peregrinos como quiosques para descanso, bebedouros, paraciclos e estrutura para cavalo. Em trilhas serão feitas correção do solo e instalação de guarda-corpo. Resultado de um investimento que quase R$2,3 milhõe, o projero deverá ter sua implantação concluída até o mês de maio de 2013, a tempo da Jornada Mundial da Juventude no Brasil.

“Minas Gerais já tem, pela sua tradição histórica, uma força muito grande da religiosidade da sua gente e dos turistas que vem aqui também sob o aspecto religioso. Ao construirmos esse caminho da Serra da Piedade até Aparecida, no Estado de São Paulo, onde está a basílica da Padroeira do Brasil, vamos estimular o turismo, permitir o conhecimento de belas paisagens entre Minas Gerais e São Paulo e, sobretudo, estimular a fé das pessoas”, declarou o governador do estado, Antonio Anastasia.

“O percurso será sinalizado e serão confeccionados guias ilustrados com mapas para orientação. Será instituída uma credencial a ser carimbada em pontos pré-estabelecidos e, ao final do percurso, um Certificado de Conclusão do Caminho Religioso será emitido para aqueles que tiverem todos os carimbos”, explicou o secretário de Turismo de Minas Gerais, Agostinho Patrus Filho.

LEIA TAMBÉM:  Santuário Nacional recebeu mais de 12 milhões de peregrinos em 2015

Estrada Real

A rota coincidirá com parte da Estrada Real, passando por 37 cidades, sendo 32 em Minas e cinco em São Paulo. O projeto abrange, ao todo, 86 municípios mineiros e é inspirado no muldialmente famoso Caminho de Santiago de Compostela, na Espanha.

A antiga Estrada Real ligava Minas Gerais, onde ficavam as minas de metais e pedras preciosasque deram nome ao estado, ao litoral, onde as riquezas eram embarcadas rumo a Portugal. Entre Minas e o porto de Parati, o percurso da Estrada Real passava pelo Vale do Paraiba, na proximidade de cidades que hoje são atrações do turisnmo religioso, como Lorena e Cachoeira Paulista, onde fica a Canção Nova. Essa antiga rota está sendo revitalizada e sinalizada e pode ser percorrida por quem desejar.

Turismo religioso

O segmento de Turismo religioso é um dos que mais cresce no mundo. Levantamento realizado pelo Instituto de Pesquisas da Universidade de São Paulo mostra que existem cerca de 15 milhões de brasileiros interessados em destinos religiosos. Mais de 8,1 milhões de viagens domésticas no Brasil são motivadas pela fé.

Em 2013, Belo Horizonte vai sediar o II Congresso Mundial de Universidades Católicas (CMUC), que deverá reunir cerca de quatro mil pessoas. O CMUC é um dos eventos que antecede a Jornada Mundial da Juventude, que será realizada no Rio de Janeiro.

 

Não deixe de ler também:

Comente esta matéria

O seu endereço de e-mail não será publicado!