Peregrinos caminham seguindo os passos de São José de Anchieta

 

Milhares de peregrinos participam nesta semana do roteiro de turismo religioso “Os Passos de Anchieta”, no Espírito Santo.

Percorrendo uma distância de 100 quilômetros, ele resgata o caminho percorrido por São José de Anchieta nos seus últimos anos de vida.

A caminhada dura cinco dias deste Vitória até a cidade de Anchieta, ao longo da exuberante paisagem do litoral do Espírito Santo.

O roteiro é repleto de atrativos naturais e históricos na trilha que ficou conhecido pelo símbolo das pegadas na areia da praia deixadas pelo religioso espanhol.

Em Vitória, então chamada de Vila de Nossa Senhora da Vitória, o padre José de Anchieta era responsável pelo colégio jesuíta, local que hoje é o Palácio Anchieta, sede do governo do estado.

Já na aldeia indígena da Vila de Rerigtiba, atual cidade histórica de Anchieta, o religioso morava entre os nativos.

Daí os deslocamentos frequentes que inspiraram a criação, há 20 anos, do roteiro que também ficou conhecido como “caminho das 14 léguas”.

A história é revivida por turistas de todas as partes do Brasil que fazem o percurso de quinta-feira, dia 15 de junho, até domingo, dia 18.

LEIA TAMBÉM:  Peregrinação para Aparecida pela Rota da Luz é conselho da NovaDutra

 

Caminhada

 

Caminhada Os Passos de Anchieta, opção de turismo religioso no Espírito Santo

Os participantes de Os Passos de Anchieta percorrem belas paisagens pelo litoral capixaba

 

Atualmente na sua vigésima edição, a caminhada promovida pela Associação Brasileira dos Amigos dos Passos de Anchieta (ABAPA) é anual e tem seu início sempre no feriado nacional de Corpus Christi.

O evento reúne entre quatro e cinco mil participantes e conta com infraestrutura e apoio público de colaboradores como Polícia Militar e Corpo de Bombeiros, além de suporte médico e logística de atendimento, alimentação e hospedagem da população flutuante nas cidades de pernoite.

Um dos destaques é o cuidado com a saúde dos peregrinos: cada trecho da caminhada começa com exercícios de aquecimento. O número de peregrinos que concluem a travessia passa das três mil pessoas.

Emoções, sentimentos e lembranças se alternam com os belos cenários e o constante contato com a natureza: praias e trilhas emolduradas pela exuberante Mata Atlântica, além de vilas e cidades históricas fundadas pelos jesuítas.

A caminhada proporciona atividade física, autoconhecimento, o prazer de apreciar a natureza, além de enriquecer a experiência do participante com conhecimento da cultura e história da região.

LEIA TAMBÉM:  Caminho da Luz atrai peregrinos em busca de turismo religioso em Minas Gerais

 

Roteiro

 

As praias capixabas são uma das atrações da caminhada Os Passos de Anchieta, opção de turismo religioso no Espírito Santo

As praias do Espírito Santo fazem parte do trajeto da caminhada

 

No primeiro dia, entre a Catedral de Vitória e Barra do Jucu, em Vila Velha, são percorridos 25 km. No percurso, a principal atração é o Convento da Penha, em Vila Velha, tradicional local de peregrinação e marco da colonização capixaba.

O segundo dia, com 28 km, vai até Setiba, em Guarapari, reduto de surf e canoagem em onda.

O penúltimo dia de caminhada, um trecho de 24 km, vai até Meaípe, ainda em Guarapari, badalado destino turístico capixaba.

De lá, o trecho final, que tem 23 km, segue até a escadaria do Santuário de Anchieta, ponto de chegada do roteiro “Os Passos de Anchieta”. Esse santuário foi erguido pelo padre José de Anchieta com a ajuda dos índios tupis em 1597, seu último ano de vida.

 

LEIA TAMBÉM:  Rota da Luz é nova opção para peregrinação a pé a Aparecida

 

Comente esta matéria

O seu endereço de e-mail não será publicado!