Pará destaca perfil dos visitantes do Círio de Nazaré

Berlinda com imagem de Nossa Senhora de Nazaré em frente do Santuário Basílica em Belém

Berlinda com imagem de Nossa Senhora de Nazaré em frente do Santuário Basílica, em Belém

 

Um dos mais importantes eventos de turismo religioso do País, o Círio de Nazaré tradicionalmente é um dos mais estudados e estruturados, graças ao trabalho da Secretaria de Turismo do Pará e do Dieese Pará.

Exemplo de transparência, o evento tem seus dados apresentados publicamente antes de todas as edições, como aconteceu esta semana, a pouco mais de um mês da realização da edição de 2016 da tradicional festa, que este ano terá seu ápice no dia 9 de outubro.

Em evento realizado no Hangar Convenções e Feiras da Amazônia, em Belém, o secretário de Turismo do Pará, Adenauer Góes,  e o coordenador do Dieese Pará, Roberto Sena, apresentaram os dados referentes aos turistas que participaram do Círio de Nazaré de 2015.

Principais estados emissores para o Círio de Nazaré

Cartaz do Círio de Nazaré de 2016, maior evento de turismo religioso do BrasilSegundo o levantamento do Dieese, os estados que mais enviaram visitantes para o Círio de 2015 foram o Maranhão, com 15,7%; Ceará, com 13,6%; Rio de Janeiro, com 11,6%; Amazonas, com 9,4%; Bahia, com 7,1%; Distrito Federal, com 6,7%; São Paulo, com 6,1% e Amapá, com 5,5%.

Os visitantes vindos de Pernambuco representaram 2,4% do total, os do Rio Grande do Norte, 2,4%; os do Rio Grande do Sul,  2,0%; os de Minas Gerais, 1,8% e os demais estados somaram 13,9%.

No total, 83 mil visitantes foram para o Pará para participar do Círio de Nazaré em 2015. Este ano são esperados 80,5 mil visitantes, que deverão deixar U$ 30,5 milhões no estado. Ao todo, dois milhões de romeiros devem participar do Círio deste ano.

Segundo o estudo do Dieese, os pontos turísticos que mais atraem os visitantes são a Basílica de Nazaré, a Estação das Docas, o Mercado de Ver-o-Peso, o Mangal das Garças, o Portal Amazônia, o Museu de Arte Sacra, o Polo Joalheiro, o Museu Paraense Emilio Goeldi e o Hangar Convenções e Feiras da Amazônia.

Durante o evento, Adenauer Góes fez questão de citar a Imprensa, que a cada ano inova mais para apresentar o Pará como A Obra-Prima da Amazônia.

Comente esta matéria

O seu endereço de e-mail não será publicado!