Guias de turismo especializados enriquecem viagens de turismo religioso

João Gilberto guia visitantes na casa de Frei Galvão em Guaratinguetá

João Gilberto guia visitantes na casa de Frei Galvão em Guaratinguetá

A participação de um guia de turismo ajuda a tornar qualquer viagem mais rica e interessante. Um guia de turismo é o profissional que acompanha visitantes num destino turístico, explicando tudo sobre os locais visitados, suas características e história.

No caso do turismo religioso, embora a quantidade de guias de turismo especializados ainda seja pequena, isso é muito importante, permitindo que com as suas explicações os peregrinos e romeiros aproveitem muito mais a viagem.

Um bom guia de turismo, por exemplo, vai explicar sobre as imagens religiosas, sobre a arquitetura de uma igreja, sobre os usos e costumes de uma época ou região, sobre os fatos históricos e tradições que deram início a uma celebração ou festa e assim por diante. Essas informações ajudam o visitante a entender melhor o que está vendo, aprofundando os seus conhecimentos e apreciando melhor a visita.

Aproveitamos que no dia 10 de maio se comemora o Dia do Guia de Turismo, a Viagens de Fé procurou o Presidente da Associação dos Guias do Circuito Turístico Religioso – AGCTUR, João Gilberto de Oliveira para conhecer melhor a entidade e obter mais detalhes sobre o trabalho dos guias especializados em turismo religioso.

A AGCTUR reúne guias de turismo profissionais que atuam na região onde se concentram grandes destinos de turismo religioso, como Aparecida, Cachoeira Paulista ( onde fica a sede da comunidade Canção Nova) e Guaratinguetá.

 

Guia de turismo acompanha grupo de visitantes

Para melhor entendimento, listamos as perguntas feitas e as respectivas respostas:

1) Como surgiu a idéia de fundar a AGCTUR (Associação dos Guias do Circuito Turístico Religioso)?   Surgiu da necessidade de  proporcionar aos alunos do curso de turismo receptivo das cidades de Aparecida e Guaratinguetá uma alternativa viável de profissionalização, tornando-os guias de turismo credenciados pelo Ministério do Turismo. Até então, o próprio trade turístico religioso não reconhecia esse profissional como um elemento importante  para a consolidação do próprio circuito turístico religioso.

2) Quando a entidade foi fundada?  Foi fundada no dia 08 de junho de 2009, na cidade de Aparecida, que é a  sua  sede principal . hoje a AGCTUR atende todo o Circuito religioso e demais circuitos turísticos do Vale do Paraíba. Está inserida nas principais governanças do Vale do Paraíba, assim como nos COMTUR ( Conselhos Municipais de Turismo) de Aparecida e Guaratinguetá.  O seu atual Presidente, João Gilberto de Oliveira, é o idealizador da Romaria Nacional dos Profissionais de Turismo, que acontece no mês de setembro, e que já está em sua terceira edição.

LEIA TAMBÉM:  Evento da Canção Nova em São Paulo neste domingo reunirá 60 mil fiéis

3) Quantos associados ela tem hoje?  A Associação hoje trabalha com cerca de 30 guias de turismo associados e mantém parcerias com diversas agências  receptivas, meios de hospedagens e  de gastronomia, elaborando roteiros culturais, religiosos, rurais e pedagógicos .

4) Qual é a maior dificuldade para o guia de turismo que trabalha com grupos de turismo religioso? Uma  dificuldade encontrada pelos profissionais guias de turismo é o desconhecimento dos outros segmentos do turismo do profissional guia de turismo, assim como a grande informalidade e ilegalidade de profissionais que atuam no turismo religioso e a falta de fiscalização pelo poder público. Também contribuem a desorganização do turismo e a falta de um plano diretor que organize e valorize  todos os profissionais do Circuito Turísticos e região.  Aparecida e Campos do Jordão são as duas únicas cidades do Vale do Paraíba que  dispõe de legislação própria  para a categoria profissional dos guias, porém falta a fiscalização.

 

Guia de Turismo

 

5) O trabalho do guia só é usado por grupos grandes ou também pode ser usado por visitantes que estejam sozinhos ou com suas famílias?  Nosso guias trabalham pelo sistema de agendamento, ou seja, os grupos agendam com muita antecedência os serviços de guiamento nos circuitos de nossa região. Porém atendemos pequenos grupos, famílias, religiosos , alunos e grupos  de profissionais de diversas áreas.

6) Existe uma tabela de custos para o trabalho dos guias no Circuito Turístico Religioso? Os guias de turismo formalizados e credênciados, além de terem os seus dados inseridos no site do Ministério do Turismo (Cadastur)  seguem uma tabela sugerida pelo Sindicato dos Guias de Turismo do Estado de São Paulo (SINDEGTUR/SP).

7) Como é feita a cobrança (por dia, por hora, por pessoa no grupo, por passeio, etc.) e quanto é cobrado? O valor dos serviços varia de acordo com as necessidades do cliente ( turista/visitante). geralmente é cobrado R$ 50,00 ( cinquenta reais) a hora, ou segue a tabela  que está disponível nos sites do sindicato dos guias de turismo ou da Associação dos guias do Circuito Turístico Religioso: www.agctur.com.br. No site de ambas as entidades encontramos referências dos profissionais e seus serviços prestados.

LEIA TAMBÉM:  Estamos organizando caravanas periódicas com finalidade pastoral

8) Quais são os meios de pagamento aceitos (cartão de crédito, cartão de débito, dinheiro) e quando o pagamento é feito (antes ou depois do passeio)?  Geralmente os guias de turismo solicitam um sinal (adiantamento) para formalizar o agendamento. A maioria ainda  recebe em dinheiro, mas hoje em dia, outros meios também são usados para facilitar a contratação dos serviços como o cartão de débito e crédito.

Jo~çao Gilberto de Oliveira, Presidente da Associação dos Guias de Turismo do Curcuíto Turístico Religioso

João Gilberto de Oliveira

9) Existem roteiros pré-formatados? Quantos e quais?  Existem os roteiros pré-formatados e aprovados pelo SEBRAE-SP, que são diversos e  estão inseridos em 5 circuitos  turísticos do vale  do Paraíba:  Circuito Turístico Religioso, Circuito Vale Histórico, Circuito da Mantiqueira, Circuito  Cultura Caipira e  Circuito Turístico do Litoral Norte.  São centenas de roteiros para que o turista que hoje visita a Estância Turística Religiosa possa usufruir com  tranquilidade, desde que escolha ficar mais dias hospedado em Aparecida, onde encontra grande oferta de meios de hospedagens de qualidade. Outras cidades  da região também oferecem  padrão de qualidade similar.

10) Se o cliente desejar, pode ser feito um roteiro fora dos formatados ou que combine dois ou mais deles?  Quando o cliente pede um serviço personalizado é possível atendê-lo também, assim oferecemos outros serviços agregados como transfers, hospedagem, indicação de restaurantes e  lazer.

11) O que é preciso para ser um guia de turismo? O interessado a ser um guia de turismo precisa frequentar um curso que seja reconhecido e qualificado  pelo Ministério do Turismo e da Educação . O tempo de duração varia até 18 meses ou um mínimo de 800 horas/aula e viagens técnicas necessárias para o credenciamento. Aqui no Circuito Turístico Religioso contamos com boa parceria com os cursos ministrados pelo Senac e pelo Centro Paula Souza. Ao concluir o curso, o interessado tem que enviar ao Cadastur/Ministério do Turismo toda a documentação necessária para a sua formalização como profissional.

LEIA TAMBÉM:  Turismo religioso leva quase 12 milhões de fiéis a Aparecida

12) E para se associar à AGCTUR?  Para se filiar a AGCTUR, basta ser guia de turismo credenciado e residir de preferência em uma cidade do Vale do  Paraiba. O interessado recebera o estatuto da entidade e  todas as orientações necessárias. E ainda poderá participar de capacitações, visitas técnicas e projetos destinados a melhoria de seu perfil profissional, além de ser indicado para atender os diversos grupos e turistas que nos solicitam serviço de guiamento turístico.

13) Existem outras associações de guias de turismo de destinos de turismo religioso no Brasil? Quais e onde?  No Brasil existem diversas associações , mas  geralmente trabalham todos os segmentos do turismo, inclusive o Religioso. A nossa entidade, a AGCTUR tem como foco principal o turismo religioso, mas também desenvolvemos outros roteiros além do religioso, como o rural e o pedagógico. No Vale do Paraíba e Litoral norte contamos com mais duas entidades associativas, uma na cidade de Campos do Jordão e outra em Ubatuba, porém o foco delas não é o turismo religioso.

14) Desde quando é comemorado o dia do guia de turismo? O Dia do Guia de Turismo, comemorado na cidade do Rio de Janeiro no dia 10 de maio de cada ano, foi criado pelo Projeto de Lei n.º 886/2002, de autoria do Vereador Otávio Leite, e sancionado pelo Prefeito César Maia, transformando-se na Lei n.º 3562/2003, desde então passou a ser comemorado no Brasil inteiro.

Não deixe de ler também:

Comente esta matéria

O seu endereço de e-mail não será publicado!