Gesto do Papa Francisco deixa claro que ele coloca o povo antes dos políticos

 Paá Fransco pensativo

Não foi preciso dizer ou escrever nenhuma palavra, bastou um gesto.  A mudança da programação oficial do Papa Francisco em sua visita ao Brasil, incluindo um trajeto de meia hora em carro aberto pelas ruas da região central do Rio do Janeiro antes de se encontrar com autoridades do governo federal, estadual e municipal no Palácio Guanabara, fala por si mesma: o povo vem antes dos políticos.

A ação não é surpreendente, até por que esse é um Papa que mostra claramente o que pensa pelo seu próprio comportamento, ações e exemplos. Para ele, pensar não basta, se manifestar não é suficiente, é preciso agir, tomar medidas práticas.

Essa atitude está na mesma linha de outras já tomadas desde o momento em que o Cardeal argentino foi eleito Papa, optando por morar na Casa Santa Martha em vez de usar o amplo apartamento usado pelos seus antecessores, abrindo mão de paramentos luxuosos, trocando jóias de ouro por outras de prata, ou indicando que prefere ser chamado Bispo de Roma em lugar do tradicional Sua Santidade, por exemplo.

Ou de medidas relacionadas à sua viagem ao Brasil, como a diminuição do tamanho da comitiva papal, o pedido de camas de solteiro simples nos seus aposentos e de carros simples para transporta-lo. Nada de carros blindados e equipados ou limousines, só um simples Fiat Marea e os Papamóveis abertos.

O Papa próximo do povo

O Papa Francisco deve se aproximar dos fiéis nessa e em muitas outras ocasiões durante a sua estada no Brasil. Não será de estranhar se forem repetidas no Rio de Janeiro e em Aparecida cenas como as que tem acontecido na Praça de São Pedro desde a sua posse, quando o Papa manda parar o Papamóvel aberto e interage com os fiéis, muitas vezes até fisicamente.

O trajeto escolhido pelas ruas do centro do Rio de Janeiro, entre a Catedral Metropolitana e o Theatro Municipal, vai ser uma ótima oportunidade, inclusive em função do menor numero de fiéis que deve atrair em comparação com os principais eventos da Jornada Mundial da Juventude.

As estreitas ruas de Aparecida também serão outra ótima opção para ver o Papa Francisco bem de perto.

Os especialistas em segurança e protocolo provavelmente vão ficar (ainda mais) escandalizados com o comportamento do Papa.

Para o turismo religioso, sem dúvida nenhuma a postura do Papa Francisco, pois certamente um número enorme de fiéis vai querer ve-lo de perto, seja aqui, seja no Vaticano ou em alguma de suas próximas viagens.

 

LEIA TAMBÉM:  Santuário Nacional tem Sala de Imprensa renovada

 

 

Não deixe de ler também:

Comente esta matéria

O seu endereço de e-mail não será publicado!