Crescimento do turismo religioso incentiva criação de “museu de cera sacro”

Vista do Santuário de Madre Paulina e os teleféricos do Parque da Colina

O Santuário de Madre Paulina e os teleféricos do Parque da Colina

 

O crescimento do turismo religioso em todo o país está incentivando empresários e diversas esferas de governo a investirem para melhor atender os visitantes.

Depois de resultar na implantação, ampliação e reforma de hotéis, pousadas, restaurantes, lanchonetes e lojas e no investimento em ônibus, vans, sinalização, urbanização e outros, o constante aumento no número de fiéis que procuram os destinos brasileiros de turismo religioso gerou um resultado inusitado.

Em breve, Nova Trento, cidade de Santa Catarina onde nasceu Santa Paulina e onde foi construído o Santuário em sua honra, deve ganhar uma nova atração para os visitantes: um “museu de cera sacro”.

 

Museu é nova atração

Imagem do Papa João Paulo II no Museu de Cera Sacro

A imagem do Papa João Paulo II, primeira do museu

As imagens, que precisam ser mantidas constantemente em ambiente refrigerado, são fabricadas no Estados Unidos por uma empresa especializada, que reproduz personagens famosos para grandes museus de cera do mundo . 

O museu será instalado no Parque Colina, que fica vizinho ao Santuário de Santa Paulina e demandou quase um ano de trabalho para planejamento e execução.

A empresa já investe há dois anos na criação de atrações e serviços para os fiéis que visitam Nova Trento e o Santuário de Santa Paulina.

 

“Bondinho”

A primeira atração foi o o “bondinho”, moderno serviço de teleféricos que desde setembro de 2011 liga o Santuário com o Morro da Colina, num percurso de 440 metros. superando um desnível de 17 metros.

Fabricado pela empresa suiça Rowema, o teleférico oferece seis cabines, distribuídas em dois conjuntos, com capacidade de transportar 325 passageiros por hora.

Demonstrando confiança no crescimento do turismo religioso, a empresa tem investido em outros serviços e equipamentos, como o Nova Trento City Tour, um bonde turístico e um cinema 3D.

 

LEIA TAMBÉM:  O Círio de Nazaré, visto pelos paraenses

Não deixe de ler também:

Comente esta matéria

O seu endereço de e-mail não será publicado!