Avisos Importantes

AVISO LEGAL

Venda de produtos de turismo religioso

A Viagens de Fé é uma publicação eletrônica especializada em turismo religioso.

Por isso, não opera, vende ou intermedia de nenhuma forma peregrinações, viagens religiosas, lugares em caravanas, acomodação em hotéis, transporte aéreo ou terrestre, cruzeiros marítimos ou fluviais, passagens, transfers, excursões, entradas em atrações, shows ou eventos, seguros, camisetas, imagens, souvenirs ou qualquer outro produto turístico ou religioso.

 

Uso da marca Viagens de Fé

Reiteramos que a Viagens de Fé não organiza, opera, vende nem revende peregrinações, viagens religiosas, caravanas ou excursões, seja para o Brasil ou para o Exterior.

Não autorizamos nem assumimos nenhuma responsabilidade pelo uso do nome ou da marca Viagens de Fé por terceiros para a venda de produtos ou serviços de qualquer tipo, ainda que agregada a qualquer prefixo ou sufixo.

Os consumidores que optarem por adquirir produtos ou serviços de terceiros que utilizem essa marca o fazem exclusivamente por sua própria conta e risco.

Em caso de qualquer dúvida, aconselhamos a utilização do formulário Fale Conosco.

 

Conteúdo

As informações publicadas em Viagens de Fé são de natureza puramente jornalística e de responsabilidade exclusiva do respectivo autor ou da empresa que originou essas informações.

Não nos responsabilizamos por quaisquer problemas ou prejuizos advindos de seu uso.

Não somos remunerados de nenhuma forma pela publicação de notícias, ainda que estas mencionem nomes ou marcas de empresas.

Nosso conteúdo jornalístico não tem qualquer relação com o conteúdo publicitário.

 

Comentários

Os comentários publicados são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores e são avaliados e moderados antes de liberados para publicação..

 

Dúvidas e reclamações

Em caso de qualquer dúvida ou reclamação, por favor use o formulário Fale Conosco, exibido no topo do cabeçalho de todas as páginas.

 

RECOMENDAÇÕES

 

Recomendamos que peregrinações e viagens religiosas – principalmente as internacionais -, os cruzeiros religiosos e as que envolvem transporte aéreo e reservas de hotéis, sejam compradas apenas junto a agentes de viagem qualificados e devidamente estabelecidos.

É muito importante que essa compra seja amparada por documentação que detalhe e comprove o produto que está sendo comprado (nome da empresa fornecedora, nome da agência emissora, nome do(s) passageiros(s), nome da empresa transportadora, datas de saída e de chegada, tipo de acomodação, valor total do produto comprado, valor pago, detalhamento das taxas e impostos incluídos e excluídos, etc.).

Quando essa compra for feita junto a um intermediário, o comprador deve procurar formaliza-la, fazendo o pagamento em cheque nominal e exigindo recibo detalhado do que está sendo comprado.

Os consumidores devem exigir do agente de viagem e de seus intermediários todas as explicações desejadas, bem como folhetos e outras informações escritas que formalizem o que está sendo oferecido. As mesmas informações e documentos devem ser exigidos quando a viagem, peregrinação ou caravana é intermediada por uma paróquia, diocese, comunidade, obra religiosa ou pessoa física.

Como na compra de qualquer outro tipo de produto, é sempre interessante verificar as referências cadastrais do fornecedor e se o mesmo tem histórico de reclamações junto ao PROCON ou do Ministério do Turismo.

De modo geral, recomendamos que a compra de viagens religiosas e peregrinações – principalmente as de maior custo e as para outros países – sejam feitas só depois de pesquisar o mercado e comparar ofertas. Preços muito baixos, diferentes da média do mercado, exigem atenção imediata. A regra geral é: “se é bom demais para ser verdade, então não é verdade“.

Em caso de dúvidas a respeito de agências de viagens e operadoras, recomendamos que se entre em contato com a ABAV – Associação Brasileira de Agências de Viagens (www.abav.com.br), com a BRAZTOA – Associação Brasileira das Operadoras de Turismo (www.braztoa.com.br), com o Ministério do Turismo (www.turismo.gov.br) ou com o PROCON do respectivo estado.

Todo o processo de organizaçao e formalização de uma viagem religiosa em grupo ou peregrinação gera obrigatoriamente correspondências impressas ou eletrônicas (mensagens de e-mail), folhetos, recibos de pagamento e outros documentos emitidos por empresas aéreas, hotéis, operadores de turismo e empresas de transporte terrestre, cuja exibição deve ser solicitada em caso de dúvida.

 

IMPORTANTE !

 

As recomendações acima não implicam em nenhum tipo de preconceito contra pessoas físicas ou empresas informais que organizam caravanas, peregrinações ou outros tipos de viagens religiosas.

Temos consciência que o setor de turismo religioso deve parte significativa de seu crescimento justamente a organizadores de caravanas e outros tipos de empreendedores informais.

No entanto, justamente por causa desse crescimento, é preciso que se observe um mínimo de formalidade, tanto do lado de quem vende quanto pelo de quem compra, para que se evite possíveis problemas tanto para uns como pra outros.

Ao mesmo tempo, as informações acima não se referem a qualquer empresa, organização ou indivíduo e têm como único intuito orientar os consumidores sobre cuidados básicos a serem tomados na compra de viagens religiosas e peregrinações.