Arquidiocese de Salvador e ABIH promovem visitas a igrejas da capital baiana

Detalhe do mapa que ilustra o folheto de turismo religioso distribuido em Salvador

Detalhe do mapa que ilustra o folheto de turismo religioso distribuido em Salvador

 

O turismo religioso em Salvador está recebendo um impulso adicional, graças a uma parceria entre a Arquidiocese de Salvador e a Associação Baiana da Indústria de Hotéis (ABIH), que resultou na criação de um folheto tipo folder com diversas informações sobre as igrejas localizadas no roteiro turístico da capital baiana.

A tiragem inicial do folder é de 20 mil exemplares, que já estão sendo distribuídos nos hotéis da capital baiana, onde podem ser encontrados e obtidos gratuitamente nos balcões de recepção.

O folheto foi produzido com o objetivo de orientar turistas que visitam a cidade e e romeiros que vão a Salvador para pedir a intercessão ou agradecer pelas graças alcançadas, especialmente ao Senhor Bom Jesus do Bonfim, Nossa Senhora da Conceição e as Beatas Dulce dos Pobres e Lindalva Justo.

 

Arcebispo apóia a parceria

O Arcebispo de Salvador, Dom Murilo Krieger e José Manuel Garrido, da ABIH, na apresentação do folheto de turismo religioso

O Arcebispo de Salvador, Dom Murilo Krieger e José Manuel Garrido, da ABIH, na apresentação do folheto

De acordo com Dom Murilo Krieger, a parceria entre a Arquidiocese e a ABIH possibilita que os turistas que visitam Salvador estabeleçam rotas religiosas.

“Eu achei essa ideia excelente porque as pessoas podem saber facilmente onde e quando elas poderão viver a sua fé”, afirmou o Arcebispo de Salvador durante a apresentação do folheto.

“Cada Igreja é uma página da nossa história, que começou em 1549. Eu não me preocupo só com o aspecto religioso, mas também com a melhoria no atendimento, porque isso faz com que o visitante fale bem da nossa cidade a outra pessoa que se interesse e queira conhecer”, continuou Dom Murilo. 

 

Interior da belíssima igreja de São Francisco, uma das mais visitadas em Salvador, capital da Bahia, importante destino de turismo religioso

Interior da belíssima igreja de São Francisco, em Salvador

[icon name=”icon-refresh”]  Conheça os circuitos de turismo religioso de Salvador

Ao todo, cinco circuitos fazem parte do roteiro de turismo religioso de Salvador apresentado no folheto, destacando diversas igrejas e os bairros em que elas se localizam:

[icon name=”icon-compass”]  Orla 1 – Inclui as igrejas de Nossa Senhora da Conceição (Itapuã;) Sagrada Família (Nova Brasília de Itapuã); São Francisco de Assis (Boca do Rio) e Sant’Ana (Rio Vermelho)

[icon name=”icon-compass”]  Orla 2 – Inclui as igrejas de Ressurreição do Senhor (Ondina); Santo Antônio (Barra) e Nossa Senhora da Vitória (Vitória)

[icon name=”icon-compass”]  Centro Antigo – Inclui as igrejas de São Pedro (Piedade); São Bento; Conceição da Praia; Catedral Basílica da Transfiguração do Senhor; São Francisco (Pelourinho); Rosário dos Pretos (Pelourinho); Igreja do Carmo e Santo Antônio Além do Carmo

[icon name=”icon-compass”]  Península Itapagipana – Inclui o Santuário de Irmã Dulce dos Pobres, a Basílica Santuário Senhor Bom Jesus do Bonfim e a igreja de Nossa Senhora da Boa Viagem

[icon name=”icon-compass”]  Empresarial – Inclui as igrejas de Santa Rosa de Lima (Costa Azul); Nossa Senhora da Esperança (Stiep); Nossa Senhora da Conceição Aparecida (Imbuí) e Ascensão do Senhor (CAB)

 

Nota do Editor

LEIA TAMBÉM:  Conheça a consagração a Nossa Senhora de Nazaré

A inteligente parceria da Arquidiocese de Salvador e da ABIH deve ser aplaudida. Mais do que isso, deve ser imitada !

Os hoteleiros de outros estados que recebem turismo religioso e as respectivas Arquidioceses e Dioceses devem aproveitar o bom exemplo e tentar repetir a parceria. Afinal, turista bem tratado e orientado tende a alongar a sua estada e até a voltar novamente.

Outras parcerias podem ir mais longe e incluir treinamento, sinalização, materiais de divulgação específicos com programação de eventos e muito mais. E podem incluir outros parceiros, como Secretarias de Turismo, SEBRAE, SENAC, policiais, taxistas, etc.

Quantos funcionários de recepção de hotéis, só para falar de um setor, conhecem as principais igrejas e festas religiosas de suas cidades? Por que não leva-los para uma visita? Afinal, costumam ser os primeiros para quem os hóspedes pedem informações.

Fica a dica para a ABIH NAcional, a ABIH São Paulo, a ABIH RJ e outras associações estaduais, bem como para Arquidioceses, Dioceses e Paróquias.

 

Não deixe de ler também:

Comente esta matéria

O seu endereço de e-mail não será publicado!